Notícias - Destaques

MAIS UM GRANDE DIA DE AULA DE LUTA NAS RUAS

MILHARES EM DEFESA DA EDUCAÇÃO E CONTRA OS ATAQUES DO GOVERNO BOLSONARO

O 30 de maio, foi mais um grande dia de luta contra os ataques do governo Bolsonaro à classe trabalhadora e seus filhos.

Sob sol e chuva, trabalhadores e estudantes junto com os Sindicatos, movimentos estudantis e sociais ocuparam as ruas de centenas de cidades no Brasil, a luta é contra os cortes na educação e contra a política desse governo que desrespeita os trabalhadores e seus filhos e quer acabar com direitos, piorando ainda mais as condições de vida e trabalho.

Esse governo que odeia pobres e trabalhadores, não aguenta ver a classe trabalhadora e a juventude colocar a indignação contra sua política em movimento:

Tanto o 15, como o 30 de maio reuniram centenas de milhares que ocuparam as ruas numa grande aula de luta em defesa dos direitos e superaram e muito o que se viu no último domingo, onde grupos saudosos da ditadura militar e servis aos interesses do Capital foram apoiar a desumana reforma da Previdência e o conjunto da política do governo Bolsonaro que quer exterminar os direitos da classe trabalhadora.

Bolsonaro chamou centenas de milhares de idiotas, seu ministro da Educação que sequer sabe conjugar verbos mente descaradamente dizendo o absurdo que houve coação para que estudantes participassem das manifestações e mais: tentou nesse ato intensificar a perseguição contra os professores. Tudo isso mostra o desespero desse governo que tenta a todo custo impor sua política de extermínio aos direitos.

A verdade é que tanto o ministro, como o conjunto do governo não suportaram ver a firmeza de milhares de estudantes que juntos com seus professores e com os trabalhadores das mais diversas categorias se colocam em luta em defesa dos direitos.

Não adianta mentir, desrespeitar ou rasgar as nossas faixas, a luta não vai parar, vai é se ampliar, pois agora é GREVE GERAL.

No dia 14 de junho, trabalhadores nas empresas privadas, trabalhadores no Estado, trabalhadores desempregados e estudantes juntos na luta do conjunto de nossa classe para impedir a desumana reforma da Previdência, as privatizações, os cortes na educação e nos serviços públicos.

É GREVE GERAL EM DEFESA DA VIDA E DOS DIREITOS DA CLASSE TRABALHADORA E SEUS FILHOS.

 

Jornal da Categoria